05/01/2022 às 13h25min - Atualizada em 05/01/2022 às 13h25min

Entenda como devem ficar os salários das forças de segurança com mudanças anunciadas pelo Estado

Governador anunciou a incorporação de 80% da bolsa desempenho ao salário ao longo de 36 meses

Portal Correio
Foto: Imagem ilustrativa/Divulgação
O anúncio do governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), de incorporar 80% da bolsa desempenho ao salário das forças de segurança acrescidos de 10% de reajuste salarial representa um aumento de até 61,47% para os servidores inativos em três anos. Além disso, um soldado no exercício da profissão passa a receber, a partir deste mês, R$ 4.090,87 de remuneração, valor que ainda se somará às horas extras, plantões e outros benefícios concedidos aos servidores.  

A bolsa desempenho, que hoje representa 29,68% do salário total de um soldado e 38,04% do salário de um coronel, será reduzida a 5,61% para o soldado e 7,18% para o coronel, percentuais que serão reduzidos a cada reajuste salarial que for concedido ao longo dos próximos 36 meses.

Nessa terça-feira (3), o governador João Azevêdo se reuniu com representantes das categorias das Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, ocasião em que anunciou a incorporação de 80%  da bolsa desempenho ao salário ao longo de 36 meses, sendo 20% implantados de imediato neste início de ano. Ainda foi anunciado 10% de reajuste salarial com efeito imediato para todos os militares da Paraíba, beneficiando os servidores ativos e inativos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »