17/06/2023 às 18h45min - Atualizada em 18/06/2023 às 00h00min

Brasil vence Argentina e se aproxima da vaga nos Jogos Olímpicos no rugby sevens feminino

Montevidéu (Uruguai) está recebendo o Pré-Olímpico Sul-Americano de Rugby Sevens com as Seleções Brasileiras Feminina e Masculina em campo. Jogos ao vivo no YouTube da Sudamérica Rugby

SALA DA NOTÍCIA Marcelo Abdalla Ribeiro
Kévin Sganzerla

Yaras e Tupis, as seleções brasileiras feminina e masculina de rugby sevens, estão no Estádio Charrua, em Montevidéu, para as disputas do Campeonato Sul-Americano de Rugby Sevens de 2023, que vale como o Pré-Olímpico da região. Em jogo está 1 vaga direta no torneio feminino e 1 vaga direta no torneio masculino dos Jogos Olímpicos de Paris 2024, além de 2 vagas em cada categoria para a Repescagem Mundial, que valerá a última vaga em Paris.

 

 

Depois de disputarem o Rio 2016 e Tóquio 2020 (2021), as Yaras se aproximaram da terceira edição consecutiva dos Jogos Olímpicos após um dia perfeito no Uruguai. O torneio feminino conta com 7 seleções, que se enfrentam em pontos corridos. O Brasil derrotou o Peru no primeiro jogo, por 27x0, com tries de Thalia, Tchoba, Rafa, Bianca e Aline, em jogo de 5 tries para as brasileiras começarem sólidas o torneio.

 

 

Já o segundo jogo era o mais aguardado, por ser contra a Argentina, a principal rival pela vaga direta em Paris. Isso porque as argentinas venceram a Colômbia, a outra concorrente principal, por 19x0 no jogo de abertura. As brasileiras não oscilaram e conseguiram triunfo por 17x5 contra as Yaguaretés, mostrando frieza e capacidade de finalização. O primeiro try brasileiro foi de Thalia, enquanto Bianca marcou os outros 2. Apenas no fim, as argentinas descontaram com o try de honra.

 

 

No terceiro compromisso, o Brasil superou o Paraguai por 27x0, com tries de Thalia, Tchoba, Bianca, Luiza e Gabi. Com o resultado, as Yaras mantiveram a histórica invencibilidade na competição. Até hoje, o Brasil tem 20 títulos, todos invictos, no Sul-Americano Feminino. No domingo, o jogo mais esperado será contra a Colômbia, que deverá decidir o título do torneio deste ano.

 

 

Tupis ainda sonham

A Seleção Brasileira Masculina também segue viva na luta para voltar aos Jogos Olímpicos pela primeira vez desde o Rio 2016. Os Tupis começaram bem o torneio no Uruguai ao vencerem a Colômbia por 36x7. Laurent, Matheus Cláudio, Massari, Maranhão e Varejão marcando os tries brasileiros, além de um penal try em corrida de Ariel.

 

 

Depois, no entanto, os Tupis foram superados pelo Chile por 36x5. Os chilenos abriram 14x0, mas o try de Maranhão no primeiro tempo dava esperanças de uma virada brasileira. No entanto, o segundo tempo dos Cóndores foi forte e o Chile se impôs, provando sua força. Os chilenos terminaram o dia na segunda posição, por terem caído contra o favorito Uruguai no último jogo por 14x12.

 

 

O Brasil fechou o sábado com vitória crucial sobre o Paraguai por 26x5, com tries brasileiros de Laurent, Massari, Bob e Drudi. Os Tupis foram superiores durante todo o jogo e agora colocam a cabeça na meta de derrotar o Uruguai no domingo.

 

 

O torneio masculino tem seis times em disputa, um a menos que o feminino, que se enfrentam no sistema de todos contra todos. No entanto, entre os homens, ainda há uma última rodada de mata-mata, com o 1º e o 2º colocados fazendo a final e o 3º e 4º disputando o bronze.

 

Confira no link abaixo todos os placares deste sábado e a tabela de classificação

https://brasilrugby.com.br/2023/06/17/brasil-vence-argentina-e-se-aproxima-da-vaga-nos-jogos-olimpicos-no-rugby-sevens-feminino/

 

 

Sobre a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu)

A CBRu tem o apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Ministério do Esporte e como patrocinadores: Tim, CVC Capital Partners, Cultura Inglesa, Suzano, Grupo Volvo do Brasil, Estácio, Vale, Deloitte, Crown Embalagens, Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Jacobs Douwe Egberts (JDE), Alupar Taesa e Pinheiro Neto Advogados. Também são fornecedores e apoiadores do Rugby brasileiro: Gerdau, Bradesco, Comgás, Klabin, Banco Safra, Lhoist, Gilbert, Probiótica e Universal Assistance.

 

A franquia Cobras Brasil XV, marca criada e gerenciada pela CBRu para a disputa do Super Rugby Américas, também é apoiada por Superbid, Irko Hirashima, CSN, e Universal Assistance. www.brasilrugby.com.br / @BrasilRugby / @cobrasbrasilxv (Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e You Tube).

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »