16/10/2021 às 12h53min - Atualizada em 16/10/2021 às 12h53min

Hospital de Clínicas vai oferecer consultas médicas para pacientes que necessitam de cirurgias eletivas

Os atendimentos serão voltados para pessoas com necessidade de marcação de cirurgias eletivas, que moram no município.

Click PB
O Hospital de Clínicas passou a integrar a rede de hospitais do Opera Paraíba no início do mês de outubro, com a inauguração de um bloco cirúrgico contendo três salas de cirurgias. (Foto: Reprodução)
O Hospital de Clínicas, em Campina Grande, vai ampliar mais uma vez os serviços ofertados à população da cidade. A partir do dia 1° de novembro, o hospital também passará a contar com a realização de consultas ambulatoriais. Os atendimentos serão voltados para pessoas com necessidade de marcação de cirurgias eletivas, que moram no município.

“As consultas vão acontecer de segunda a sexta-feira, manhã e tarde, não sendo necessário encaminhamento através do município. Para marcar a consulta, o paciente vai ligar para o hospital e agendar. Após a avaliação médica, caso necessário, a cirurgia vai ser marcada e realizada pelo programa Opera Paraíba”, esclareceu Jhony Bezerra, diretor-geral do hospital.

Para conseguir o atendimento, além de apresentar o cartão do SUS, comprovante de residência e documentos pessoais, um dos critérios é o paciente residir em Campina Grande.

O Hospital de Clínicas passou a integrar a rede de hospitais do Opera Paraíba no início do mês de outubro, com a inauguração de um bloco cirúrgico contendo três salas de cirurgias. As crianças foram as primeiras contempladas com a realização de procedimentos, de hérnia e postectomia. 

“O Governo do Estado realiza mais uma ação em relação à assistência-saúde dos campinenses através do Hospital de Clínicas de Campina Grande. As consultas iniciarão a partir do dia 1° de novembro para agendamento de cirurgias nas especialidades de cirurgia geral, ginecologia, cirurgia pediátrica e otorrinolaringologia. É o programa Opera Paraíba preenchendo o vazio assistencial antigo na cidade”, enfatizou o secretário de estado da Saúde, Geraldo Medeiros.

Desde o início do programa, quase 7.600 cirurgias já foram realizadas em todo o estado, e a previsão é que mais 2 mil procedimentos aconteçam até o fim do mês de outubro.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »